“Cara, eu tenho uns sentimentos por você. Eu quis de todo jeito te convencer, mas chega de insistir.”
Vivificare (via romeuemcrise)

“Saia daquilo que é repetitivo. Já pensou como será no futuro? Você lembrando de como fora sua vida e nada de emocionante surgir? Não, eu não digo para você sair daquilo que é correto e sim, fazer algo diferente. Não pule da ponte, mas pule do segundo degrau da escada. Não maltrate alguém, mas pegue uma frasco de perfume vazio, encha de água e borrife em alguém. Não cante apenas embaixo do chuveiro, cante no meio da rua ou ligue o karaokê e irrite a vizinha. Volte a tempos antigos e brinque de esconde-esconde. Escreva um livro. Roube… um beijo. Distribua abraços (e dinheiro também). Diga “eu te amo” para aquela pessoa especial, presenteie a si mesmo com um sorriso em frente ao espelho e se lembre que, apesar de tudo, ainda existem motivos para ser feliz, jogue uma indireta e espere que atinja o alvo certo, porque a vida é feita dessas pequenas adrenalinas e prazeres, escute a mesma música um milhão de vezes (okay, isso já é exagero), talvez novecentas e noventa e nove mil já bastam. Converse com aquela professora de português legal que te faz rir ao invés de fazer a lição. Coma pasta de dente, demore no banho e mostre a língua para alguém que você nunca viu na vida, porque é disso que ela (a vida) precisa: ser vivida! Ela é curta. Dura oitenta, noventa e muito de vez em quando cento e dez, ela quer experimentar tudo e te trazer prazeres que você levará para sempre até o dia em que for pra cova (desculpe a indelicadeza). Pois bem. Que importa? A loucura é a vida melhorada e deve ser levada em conta nos mais simples momentos. Portanto, amigo, seja louco desvairado e não se esqueça: a sanidade nem sempre é o que se espera de alguém, porque os que vivem de verdade são os que se esquecem o que é ser igual.”
Anarquismos e Serdebarro.   (via oxigenio-dapalavra)

“"Fique forte." É o que todos diziam. Como se fosse fácil, acordar todos os dias sorrindo, sendo que eu estaria sozinho pelo resto do dia, talvez, da vida.”
Relatos de um Apaixonado.   (via renunciador)

“Eu sou dor,
E você cura.”
Caio.    (via nobroke)


restritivo:

The last day of Harry Potter.


“Tem razão o poeta: “O amor é a coisa mais triste quando se desfaz.” É triste por causa do retrato: porque ele faz lembrar uma felicidade que se teve e que não se tem mais. O retrato é uma sepultura.”
Rubem Alves (via rejeitei)

Eles brigam, quase nunca se entendem, mais são loucos um pelo outro. 



“É como se a vida fosse um jogo, e a morte a derrota, ou a vitória. Ainda não sei qual é o melhor.”
O Cafajeste da Cidade.  (via discursei)

“Eu vou tentar te esquecer,
Eu vou tentar sobreviver,
Eu vou tentar…”
Feliphe Oliveira  (via finais)

“I want to do with you what spring does with the cherry trees.”
Pablo Neruda, Twenty Love Poems and a Song of Despair (via srahyde19)

CREDITS